“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Anamnese – Importância na Investigação de Dificuldades de Aprendizagem

 

anaQuando um aluno é encaminhado à Equipe Multidisciplinar com queixas de dificuldades de aprendizagem e comportamento, a anamnese é o procedimento fundamental no processo de investigação, pois a quantidade de informações, principalmente quando são dadas pela mãe, que se pode obter direciona em torno de 80% as hipóteses diagnósticas, sejam psicopedagógicos quanto neurológicas.

Anamnese trata-se de uma entrevista com a família. Pela mãe preferencialmente, familiarizares próximos ou cuidadores. Deverá ser a pessoa que detém as informações que contenha fatos principais da história de vida do aluno desde sua concepção no contexto familiar. Em termos médicos a anamnese feita pelo profissional de saúde é sinônimo de história clínica.

Como já foi assinalado no artigo sobre relatório de avaliação pedagógica, o vínculo afetivo, do avaliador com a criança, é muito importante, e da mesma forma com a família

, em relação á anamnese; são momentos de ansiedade e angústia tanto para a criança, que pensa estar diante de ações, que prá ela tem um caráter punitivo por não estar aprendendo, quanto para a família que chega à escola, após inúmeras reclamações e queixas, com sentimentos opostos de desejo de ajuda e medo de estar diante de um comprometimento maior do aluno. É necessário um momento de descontração e até de cumplicidade para que durante a anamnese haja tranquilidade, confiança e fidelidade nos relatos.

Levando em conta que não se sabe ao certo o que a família espera desta investigação e mesmo por estar já exausta de ter exposto a história de vida do filho, é preciso ter muito tato e saber exatamente o que se quer saber detalhadamente e até a perspicácia de se deter mais em determinados relatos que sugerem um aprofundamento, indo além do que esteja estabelecido previamente.

As informações recebidas devem ser comparadas com desenvolvimento de crianças na mesma faixa etária (o que é normal para uma idade não o é para outra) e devem ser embasadas cientificamente (quando, então, o pedagogo ou psicopedagogo, encaminhará aos profissionais da saúde, indicados).

A anamnese que vai proporcionar dados relevantes na investigação de dificuldades de aprendizagem e comportamento deve ter a seguinte estrutura:

· queixa principal,

· história do desempenho escolar,

· história familiar,

· hábitos diários,

· vida familiar, antecedentes maternos,

· antecedentes gestacionais,

· parto, período neonatal,

· desenvolvimento neuropsicomotor,

· interações sociais.

Veja na próxima postagem os conteúdos a serem investigados em cada um destes itens.

Por Julia Virginia de Moura - Pedagoga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores