“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Zumbi dos Palmares–ícone da Consciência Negra no Brasil–conteúdos para séries iniciais

 

z 20 de Novembro – Dia da Consciência Negra

O Quilombo dos Palmares -- localizado na atual região de União dos Palmares, Alagoas -- era uma comunidade formada por escravos negros que haviam escapado das fazendas, prisões e senzalas brasileiras. Ele ocupava uma área próxima ao tamanho de Portugal, no atual estado de Alagoas. Naquele momento sua população alcançava por volta de trinta mil pessoas.

Zumbi nasceu em Palmares, Alagoas, livre, no ano de 1655, mas foi capturado e entregue a um missionário português quando tinha aproximadamente seis anos. Batizado 'Francisco', Zumbi  aprendeu português e latim, e ajudava diariamente na celebração da missa. Apesar destas tentativas de aculturá-lo, Zumbi escapou em 1670 e, com quinze anos, retornou ao seu local de origem. Zumbi se tornou conhecido pela sua destreza e astúcia na luta e já era um estrategista militar respeitável quando chegou aos vinte anos.

Em meados do ano de  1678, o governador da Capitania de Pernambuco cansado do longo conflito com o Quilombo de Palmares, se aproximou do líder de Palmares, Ganga Zumba, com uma oferta de paz. Foi oferecida a liberdade para todos os escravos fugidos se o quilombo se submetesse à autoridade da Coroa Portuguesa; a proposta foi aceita, mas Zumbi rejeitou a proposta do governador e desafiou a liderança de Ganga Zumba. Prometendo continuar a resistência contra a opressão portuguesa, Zumbi tornou-se o novo líder do quilombo de Palmares.

       Após ser capturado 15 anos depois, em 14 de março de 1696 o governador de Pernambuco Caetano de Melo e Castro escreveu ao Rei: "Determinei que pusessem sua cabeça em um poste no lugar mais público desta praça, para satisfazer os ofendidos e justamente queixosos e atemorizar os negros que supersticiosamente julgavam Zumbi um imortal, para que entendessem que esta empresa acabava de todo com os Palmares."

Porém todos os brasileiros sabem que este ato imortalizou Zumbi dos Palmares e  o tornou representante da Consciência Negra no Brasil, uma consciência que nos diz, simplesmente, o quanto estamos ligados aos negros, em nossas  origens, nossas raízes, ainda tão presentes no nosso dia a dia.

Para os educadores, principalmente, no Ensino Fundamental, séries iniciais, há um diversidade de conteúdos, que com certeza surpreenderão os cn4cn3alunos, a sua origem:, nossa alimentação entre outros usos e costumes, como:

  • atividades que valorizem as culturas indígena e africana - como apresentações teatrais de histórias da literatura africana;
  •   lendas indígenas –;
  • trabalhar os elementos de ritmos comocn6 o samba, maracatu, nas aulas de Música ou recreação e artes;
  •   explorar alguns elementos da capoeira nas aulas de Educação Física;  cn2

  "Esses elementos sempre fizeram parte da cultura brasileira e não podem ser esquecidos, descontextualizado da realidade do nosso país".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores