“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


sábado, 3 de novembro de 2012

Erros Ortográficos: como ensinar a grafia correta?

clip_image001Imagem: http://jordaoagora.blogspot.com/2012/06/professor-aceita-erros-ortograficos-em
É muito comum haver dúvidas na grafia correta das palavras, não somente para alunos que estão sendo alfabetizados, como nos diversos níveis de formação acadêmica, e até mesmo entre professores, surgem dúvidas ao escreverem palavras que não são de uso frequente.
Escrever corretamente é um desafio constante prá quem se propõe a produção de textos espontâneos. As ideias podem ser inteligentes, coerentes, pertinentes, mas se contem erros ortográficos ou gramaticais deixará de ser um texto bem escrito. clip_image002
Imagem: Portal P1
A aprendizagem da grafia correta das letras inicia-se na alfabetização quando é comum os alunos nas séries iniciais fazem alguma trocas de letras. A partir daí ao longo do Ensino Fundamental ao Ensino Médio a aprendizagem da ortografia faz um longo percurso até os alunos adquirirem o domínio da língua escrita.
Ainda nas séries iniciais do Ensino Fundamental os professores de 4º e 5º Anos, principalmente ficam bastante preocupados com alunos que se demoram na escrita correta. Porém este domínio do grafismo não acontece somente pela memorização, mas pelo trabalho específico do professor em relação a três fatores: dois tipos diferentes de erros ortográficos e dificuldades que podem ser peculiares do aluno, como dificuldades em relação ao uso de determinada letra ou grupo de letras, nesse caso, há uma dificuldade que é do aluno (ou de um grupo de alunos) e deve ser trabalhadas de forma individualizada.
Quais são os tipos de Erros Ortográficos clip_image003Imagem: Blog da Vila
e como ensinar a grafia correta?
1- Palavras Regulares - Erros Regulares - são os erros de palavras em que há uma regularidade na sua grafia: cada fonema corresponde a somente um grafema e vice-versa. Por essa regularidade o aluno aprende, pois estão contidas no contexto, e corrige os erros pela compreensão.
2- Palavras Irregulares – Erros Irregulares - erros de palavras cuja grafia correta apresenta irregularidade: grafemas correspondem a mais de um fonema e fonemas correspondem a vários grafemas.
O que explica várias dificuldades e erros como, por exemplo:

· Um mesmo fonema representado por mais de uma letra:
girafa – jiboia seda - cedo
· Duas letras (dígrafo) representando um fonema:
adolescente – exceção – pássaro
· Presença de letras que não representam nenhum fonema:
hoje - hora - homem
As palavras de escrita irregular podem produzir mais erros que aquelas de escrita regular.
Como a justificativa (palavras irregulares) pela etimologia requer conhecimento das línguas de origem (sobretudo latim e grego), nas séries iniciais recomenda-se orientações práticas para memorização da grafia de uma relação de palavras mais usuais e que oferecem maiores dificuldades. clip_image004
A memorização não significa que o aluno vai decorar como se escreve estas palavras (irregulares) através da repetição ou exercícios de treino descontextualizado e isolado, mas sim através de leitura, contos, recontos, escrita e reescrita (quando vai ser trabalhada a autocorreção, correção coletiva, em produções coletivas e correção individual).
Se numa turma de alunos é grande o percentual de erros ortográficos regulares é aconselhável que o professor faça uma avaliação inicial, através de uma produção de texto, pra que possam ser identificados os tipos de erros que estão ocorrendo, mapear cada aluno e seus erros para depois agrupá-los e planejar as ações interventivas com o foco na leitura e produção de textos.
Há várias atividades para estimular os alunos a produzir textos com ideias bem organizadas ao mesmo tempo sem erros ortográficos.
Veja sugestões de atividades no blog: Só Atividades Para Sala de Aula clicando > Aqui.
Por Júlia Virginia de Moura
Fonte de Pesquisa:
Ortografia: ensinar e aprender – Artur Gomes de Morais – Ed. Ática- 2010
Gramática Didática da Língua Portuguesa – Hermínio Sargentim –IBEP
Língua Portuguesa – Solução para dez desafios do professor – Rana e Augusto – Edit. Ática


























2 comentários:

  1. Olá minha amiga! Obrigada pelo comentário e por seguir o blog! Não tenho conseguido visitar a todos como gostaria.... Teu post está sensacional! E a criança brasileira torna-se o adulto brasileiro que, muitas vezes, não sabe ao menos preencher um formulário solicitando uma vaga de emprego... Já presenciei acontecer! E é triste e lamentável! Tem post novo! Um abençoado e feliz fim de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Elaine eu agradeço sua visita e seu comentário. A questão dos erros ortográficos tem prejudicado muitos alunos em concursos, vestibulares... e mesmo quando já estão trabalhando. E não é um bicho de sete cabeças, é um processo de aprendizagem.Pode ser ensinado.
    obrigada pela visita. Vou passar para ver as novidades.
    Abraços
    Julia

    ResponderExcluir

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores