“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


domingo, 12 de agosto de 2012

Plano de aula -Eleições 2012- “Com meu voto mudo minha realidade” Ensino Fundamental II

 em
 
“...o exercício da cidadania compreende a totalidade dos direitos que o indivíduo tem de desempenhar nas mais diversas funções no tecido social, do ponto de vista individual e social. No cotidiano de cada um, seja criança ou adulto, o conhecimento dos direitos, o reconhecimento dos deveres, a adesão legítima às riquezas das necessidades (mesmo as sociais, culturais e políticas) garantem o princípio de liberdade de cidadania. Isso confere ao cidadão o direito de escolher seus amigos, brinquedos, diversão, o seu emprego, a mulher com quem vai se casar, o número de filhos, o médico que ele vai frequentar, o partido político ao qual vai aderir, as concepções de Estado e sociedade para as quais vai destinar o seu voto, o lugar que ele vai ocupar na sociedade.” Rodrigues (1998, p. 64)

Estamos vivendo a sociedade de informação em que a comunicação acontece em tempo real  e a escola necessita acompanhar a nova forma em que vive a sociedade atual e as novas linguagens usadas pelos alunos, procedentes do mundo globalizado e da tecnologia de rede. É uma nova realidade mundial na vida em sociedade e no âmbito da educação acadêmica não tem como ser diferente: o conhecimento está ligado ao cotidiano das crianças que estão em contato com os meios de comunicação e são envolvidos direta ou indiretamente com tudo o que acontece. Se dentre os assuntos mais divulgados por todos os meios de comunicação, sãco as eleições municipais e sabendo que tudo que faz parte do cotidiano dos alunos é motivação para aprendizagem ( do conhecimento geral ou específico – curricular), este é o momento de se planejar aulas e até mesmo um projeto sobre um dos temas transversais – o exercício da cidadania. Este ano de 2012, em todo o território brasileiro, haverá eleições nos municípios para prefeitos com exceção do Distrito Federal.
Paulo Freire (2007b, p. 30-31):
“...quando o homem compreende sua realidade, pode levantar hipóteses sobre o desafio dessa realidade e procurar soluções. A educação não é um processo de adaptação do indivíduo à sociedade. O homem deve transformar a realidade para ser mais (a propaganda política ou comercial faz do homem um objeto). O homem se identifica com sua própria ação: objetiva o tempo, temporaliza-se, faz-se homem-história.”
Temas Transversais – Parâmetros Curriculares Nacionais
Objetivos
Ao lado do conhecimento de fatos e situações marcantes da realidade brasileira, de informações e práticas que lhe possibilitem participar ativa e construtivamente dessa sociedade, os objetivos do ensino fundamental apontam a necessidade de uma formação que exige a tomada de posição diante de problemas fundamentais e urgentes da vida social.(Parâmetros Curriculares Nacionais)
Os Alunos do Fundamental II e Ensino Médio votam, mas eles sabem votar?
Vivemos em um país democrático e a democracia pode ser entendida em um sentido restrito como um regime político. Nessa concepção restrita, a noção de cidadania tem um significado preciso: é entendida como abrangendo exclusiva- mente os direitos civis (liberdade de ir e vir, de pensamento e expressão, direito à integridade física, liberdade de associação) e os direitos políticos (eleger e ser eleito), sendo que seu exercício se expressa no ato de votar.
Os conceitos que envolvem este tema estão em um maior nível de abstração e em termos de conhecimento e discussão da organização política que ele compreende, deve ser pensado para ser realizado a partir do quarto ano do ensino fundamental.
Em atividades para sala de aula, as sugestões partem do estudo dlfve uma crônica muito divertida e própria para alunos nesta faixa etária (Fundamental II e Ensino Médio), de Luís Fernando Veríssimo - “O Pleito” – que pode ser trabalhada não somente no tema “cidadania” – gênero literário, leitura e interpretação, reconto, gramática, produção de textos- Produzir uma peça teatral, fazendo as adaptações necessárias quanto o espaço, tempo e ação da narrativa, após trabalhados os conceitos de cidadania, governo, pleito, política ( á partir dos conhecimentos pre-adquiridos) simular uma eleição, com candidatos que apresentam suas plataformas políticas e o pleito. Os TREs (Tribunais Eleitorais Regionais) estão apresentando vários projetos em parceria com as secretarias de estado de educação, em formação de futuros eleitores e para tal enviam as urnas eletrônicas. Se houver uma solicitação para um projeto como o que está sendo sugerido, há uma possibilidade de haver uma simulação de votação nas urnas eletrônicas que poderão ser cedidas pelos TREs.
Veja a sugestão desta aula no blog: Só Atividades para Sala de Aula – clicando aqui.
Fonte
Veríssimo, Luís Fernando. O santinho. Apresentação Maria Clara Machado. Rio de Janeiro.Objetiva,2001
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 36
ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007ª.
RODRIGUES, Neidson. Da mistificação da escola a escola necessária. 8 ed. São Paulo:
Cortez, 1998.
MEC – Parâmetros Curriculares Nacionais – Temas transversais

Por; Júlia Virginia de Moura - Pedagoga














Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores