“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


domingo, 27 de maio de 2012

Caderno de Caligrafia–Ressignificando praticas pedagógicas: aspectos textuais -4º e 5º Anos

Esta atividade foi apresentada na IV Coordenação Coletiva Especial da Escola Classe 02 do Arapoanga, em Planaltina, cidade satélite de Brasília-DF, pelo Coordenador  Profº Ronaldo, que demonstrou aos professores como ressignificar uma antiga prática pedagógica, com outros ganhos além do desenvolvimento da caligrafia, como trabalhar o texto em seus  aspectos textuais como: construção de palavras, frases e períodos, coesão e coerência, vocabulário, parágrafo, gênero assim como os aspectos gramaticais, ortografia, acentuação, pontuação, concordância, forma, legibilidade e estética.
O professor realizou com os professores uma atividade do “uso  do caderno de caligrafia” para alunos de 4º e 5º Anos. Lembrando que todos os aspectos textuais que podem ser trabalhados no caderno de caligrafia, devem seguir uma sequência, como vai ser demonstrado, e é muito importante que todos estes aspectos textuais sejam trabalhados, no máximo 2 (dois) de cada vez. Veja o passo a passo:
DSC02024
1º  – Ditado – o professor escolhe um texto pequeno, significativo, contendo diálogos, para que sejam trabalhados: Título, parágrafo, letras maiúsculas, travessão, pontos de interrogação,  exclamação, final; vírgulas, reticências…
O ditado deverá ser transcrito pelos alunos no caderno de caligrafia. O professor deve antes dos alunos desenvolverem  esta atividade, ter realizado uma similar coletiva, com uma folha pautada (caligrafia) em papel gráfico fixada na lousa, explicando de que forma o trabalho será feito, no caderno, individualmente. E durante a atividade já, então conhecida pelo aluno, o professor deverá levar uma folha pautada (caligrafia) com o texto sem a pontuação para ser pontuada após a atividade já ter sido realizada pelo aluno: intervenção/correção.
c1  neste modelo ou neste >  c2


Em seguida  o professor começa o ditado, sem que seja solicitado a pontuação. 



2_ O professor faz novamente a leitura, pausada, do texto, com entonação, evidenciando a pontuação e solicita aos alunos que pontue o texto.


3- Após esta atividade, o professor vai pedir que o aluno coloque a pontuação adequada. Se o grau de dificuldades, ou em caso de estar  introduzindo um novo aspecto textual, como por exemplo: algum tipo de pontuação, concordância… qualquer aspecto textual pode ser trabalhado ou introduzido através do caderno de caligrafia ao mesmo tempo que o professor vai promover ao aluno a legibilidade e estética.
DSC02029  DSC02027
Esta atividade está postada no blog da Escola Classe 02 do Arapoanga, onde trabalho, na Equipe de Apoio à Aprendizagem
clique no link > http://ec02doarapoanga.blogspot.com
Por: Júlia Virginia de Moura – Pedagoga

2 comentários:

  1. Olá
    O esforço do professor é enorme para o desenvolvimento do aluno.
    Nunca gostei de ditados e sim que eles construíssem textos coerentes e que usassem as suas imaginações.
    Pedia aos alunos para trazerem recortes de jornais e a aula de Língua Portuguesa começava.
    Por ordem de fileira pedia ao aluno que colasse com fita crepe uma figura que seria o nome do texto e assim sucessivamente cada criança tinha que escrever uma frase dando continuação a anterior e o último aluno faria a frase final
    Depois nós corrigíamos os erros e ficava uma linda história. Eu só não gostava de ditado
    Mas o resto que foi escrito nesse texto foi muito legal.

    ResponderExcluir
  2. Dorli, trabalhar com crônicas é muito bom!Você usa todos os conteúdos que quiser. Ela são divertidas, lúdicas e motivadoras e o alunos adoram. Você faz um conto e depois um reconto, com finais diferentes, usa para frase,vocabulário, construção de novas palavras, ditados... enfim é muito rico. Tenho uma postagem sobre uma atividade com a Crônica de Luiz Fernando Veríssimo: A Bola, que você vai ver as inúmeras possibilidades de desenvolver os conteúdos. Obrigada pela visita e o comentário!
    Abraços
    Júlia

    ResponderExcluir

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores