“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


domingo, 11 de março de 2012

Como planejar uma aula flexibilizando o currículo para um aluno DI- Vídeo


Sempre no início do ano letivo 0 SEAA ( equipe multidisciplinar = Serviço Especializado de Apoio á Aprendizagem) e a Sala de Recursos da Escola Classe 02 do Arapoanga (Distrito Federal) através das professoras especialistas Marilene Francisco e Ieda Nunes, a pedagoga Julia Virginia de Moura (SEAA)
com o apoio da Equipe Gestora: Georgina Lopes, Gisele Costa e a Supervisora Pedagógica Franci Barros promovem um encontro com o grupo de professores, em Coordenação Coletiva, de “Sensibilização à Inclusão”.
È também o momento em as atualizações, novas práticas pedagógicas, materiais adaptados, aplicadas aos atendimentos aos ANEEs e alunos com queixas escolares de aprendizagem, são repassadas aos professores seguidas de demonstrações de práticas pedagógicas em salas de aula inclusivas, evento que já faz parte da série de trabalhos coletivos no início de cada ano letivo.
clip_image001
A Supervisora Pedagógica Franci Barros faz a abertura do evento.
clip_image002
A professora Marilene Francisco faz um resumo do que consistirá este encontro:
1-Atribuíções e formas de atendimento do SEAA, pela pedagoga da escola;
2- Conhecendo os Transtornos e Síndromes e como trabalhar com os alunos , pela professora especialista Ieda Nunes e a Marilene Francisco;
3 – Da Teoria á Prática : apresentação de um plano de aula para um turma de Educação Inclusiva – com recursos pedagógicos adaptados, pela pedagoga;
4-Exposição de materiais e jogos pedagógicos para serem usados nos planejamentos das turmas inclusivas(sugestões práticas);
5- Avaliação, pelas professoras, sobre o momento de sensibilização e formação continuada.
SEAA - Serviço Especializado de Apoio á aprendizagem
Após este momento de reflexão a representante do SEAA expôs seu plano de trabalho, nos atendimentos, interventivos/avaliativos dos alunos em situações de queixas escolares, explicando e dando ênfase que a principal função da pedagoga não é diagnosticar alunos com trasntornos cognitivos, mas através dos vários projetos interventivos, em parceria com os professores e com a família, mediar um suporte que possa ajudar estes alunos encaminhados á um desempenho melhor em sala de aula, saindo da situação de dificuldade. O psicodiagnóstico, quando então serão envolvidos a psicóloga do SEAA,e se necessário outros profissionais da área médica, acontecerá em última instância.
DSC01309
                 Os atendimentos do SEAA
     Alunos com queixas escolares: Projeto” Resgatando a              Autoestima” – Projeto “Contos de Fadas” e o Projeto “Musicalidade e Aprendizagem” – avaliações pedagógicas : alunos do 3º ao 5º Ano.
“ Oficinas de Psicomotricidade e Autoestima”, “Oficinas de Desenvolvimento da Autonomia, Independência e Maturidade” através de jogos pedagógicos e ludicidade: turmas de alunos do 1º ao 2º Ano.

                                                                                        Sala de Recursos
A Pclip_image004rofessora Marilene Francisco explica como são feitas as Adaptações Curriculares aos professores de turmas inclusivas e as atribuíções da Sala de Recursos como um ambiente onde o ANEE vai receber complementação ou suplementação curricular específica de acordo com as necessidades de cada aluno: trabalho conjunto as famílias e professores.
Trouxe as definições das principais síndromes e deficiências e como trabalhar com esses alunos nas salas de aula inclusivas: Deficiência Múltipla, Visual, Auditiva, Deficiência Física e Altas Habilidades. Apresentou também os projetos que serão trabalhados na sala de recursos:Projeto “Para Gostar de Ler" e "Projeto UmaPalavra Puxa a Outra".


A Síndrome de Down, TGD, Síndrome de Rett, Asperger e Autismo Clássico foram apresentadas pela professora especialista Ieda Nunes que demonstrou como se formam os cromossomas da Síndrome de Down e sobre as formas de trabalhar com esses alunos. Apresentou os projetos que serão trabalhados ao longo do ano letivo: Projeto "Brincando com Palavras" e "Oficina Fazendo Arte com Arte"
E unindo a teoria á prática a pedagoga Julia Virginia de Moura (SEAA) apresentou um plano de aula para Educação Inclusiva – 3º Ano das Séries Iniciais – Adaptação Curricular, com flexibilização dos recurso didáticos em Lingua Portuguesa – leitura e escrita, conto e reconto - Literatura Infanto-Juvenil. Veja o vídeo:



E finalizando as professoras avaliaram este momento de sensibilização e formação continuada para professores.
Vejam as avaliações:clip_image006
clip_image008
clip_image009clip_image010
clip_image011clip_image012
Estas avaliações que apresentadas foram escolhidas entre outras, por estarem mais nítidas .Clique nas imagens para ler .

Um comentário:

  1. Um excelente trabalho, em que muitas escolas deveriam espelhar-se para proporcionar uma melhor aprendizagem aos alunos que necessitam um de acompanhamento especial.

    Anselma
    Alagoinha - PE

    ResponderExcluir

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores