“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


domingo, 25 de março de 2012

Atividade para Psicogênese – 4 palavras e 1 frase: agregadas por uma unidade de sentido.

 
De acordo com a técnica das imagens significativas, escolhidas pelos alunos, com fins de motivação e estimulação para realizar o teste da psicogênese, (técnica citada na postagem anterior), veja as listas de palavras e frases, previamente, preparadas pelo professor; palavras, que se espera, sejam citadas pelo aluno durante a interpretação das gravuras. Caso o aluno não fale sobre uma ou mais de uma das palavras que devem ser ditadas, por exemplo, a monossílaba ou polissílaba, o professor deve fazer uma intervenção e acrescentar ao aluno estas palavras, que serão depois ditadas.
Lembrando que as palavras do mesmo campo semântico usadas no teste da psicogênese são as palavras que
estão agregadas por uma unidade de sentido. Como exemplo: a palavra luva, com todas as possibilidades semânticas como: luvaria, luveiro, assentar como uma luva, atirar a luva, de luva branca, deitar a luva, macio como uma luva.
 E, também, no teste da psicogênese, pode conter palavras, como expressa Bechara, na Moderna Gramática Portuguesa (37ª Edição – Novo Acordo Ortográfico, pag.397) “palavras que não guardam significado etimológico, ultrapassando os limites da sua primitiva “esfera semântico” assumindo novos valores: “A significação das palavras está intimamente relacionada com o mundo das ideias e dos sentimentos”. Nesta segunda possibilidade, veja como exemplo: futebol, jogo, bola, esporte, campo, estádio, gol,pé, Brasil, campeonato.
Para não gerar dúvidas ou polêmicas é bom lembrar que os neologismos: o léxico, as novas gírias, com aquisição de novas palavras no vocabulário da língua, que está ocorrendo frequentemente com palavras ligadas à globalização, à informática: como show, hip-hop, play, piercing, skate, bike, funk shopping Center, air-bag, kit, fashion, bullying, grife, big brother, mouse, site, chat, e-mail, deletar, Orkut, entre outras tantas (importadas do Inglês),  muito usadas no cotidiano, que acabam sendo incorporadas no vernáculo da língua portuguesa,  o bom senso diz que, embora haja polêmica do seu uso pedagógico, não devem ser excluídas em nenhum momento da alfabetização/letramento por fazerem parte da linguagem usual do aluno, portanto significativas. Isso não quer dizer que a alfabetização vai se desenvolver dentro de uma língua estrangeira, mas que o professor vai aproveitar estas palavras novas, como ferramentas de aquisição da linguagem correta e formal (pois a construção da escrita se dá por uma teoria explicativa em que se escreve o que se fala) e, portanto, se surgirem durante a psicogênese e não houver como substituí-las por sinônimos na língua portuguesa, podem ser usadas. Como exemplo se o aluno disser que “eu gosto de hip hop”, uma frase contextualizada com a dança e a música a palavra “hip hop” não pode ser excluída.


Sugestão – 1
(as palavras abaixo fazem parte da lista e foram acrescentadas por outras, citadas pelos alunos que realizaram esta atividade)





                                                                                                                       -encantada,borboleta
- floresta, mágica, varinha
 -fada, asas
- bem, luz
      
 Frase: Eu quero ser uma fada.
















Sugestão-2






                  
                                                                              campeonato,goleada
futebol, esporte,basquete,estádio
Brasil, jogo, bola, vôlei,campo
gol, pé


          
 Frase: Eu gosto de futebol.










Sugestão -3


                                                               


    superheroi, alienígenas, animação,televisão
    defende, protege, desenho, justiça
    força, luta, liga
    bem ou Ben (nome do personagem da animação Ben 10)


Frase: Vejo na televisão o desenho do Ben 10.














Sugestão -4




                                                                                     chapeuzinho, menininha,caçadores
                                                                                   vermelho, menina,floresta
                                                                                    lobo,doces, maçã, medo, comeu
                                                                                     mau, vó






                                                                    Frase: O lobo comeu a vó do Chapeuzinho.


Sugestão – 5








                                                                                 -maratona,competição,feminina
                                                                                 -corrida, mulheres, Silvestre
                                                                                    -tênis,prêmio
                                                                                    -pé,Sã0


  Frase: Passou na televisão a corrida de mulheres.
Sugestão -6









                                                                                         
                                                                                       -apresentação,bailarinas, ajoelhadas
                                                                                       -teatro
                                                                                      -dança, balé, azul,lindo
                                                                                      -chão
 Frase: Gosto de ir ao teatro.
Obs. As frases são feitas de acordo com a interpretação da imagem, feita pelo aluno, que vai estar ligada significativamente à sua vivência, sentimentos e ideias, da sua realidade ou do seu imaginário.


Veja na próxima postagem uma variação desta técnica usada pela equipe disciplinar (SEAA), e que pode ser usada pelo professor em turmas inclusivas, a psicogênese para alunos DI (Deficiência Intelectual e DA (Deficiência Auditiva)


Por: Júlia Virginia de Moura - Pedagoga
Referência:
Emília Ferreiro -Psicogênese da Língua Escrita
Evanildo Bechara -Moderna Gramática Brasileira - 37ª Edição, 2009

2 comentários:

  1. Achei ótimo o conteúdo sobre Psicogênese. Muito bom! Pois eu já havia procurado em vários sites, blogs, e não encontrei nada tão completo como as suas informaçoes sobre o Teste de Psicogênese. Gostei muito desse material Está me ajudando bastante a compreender melhor como se faz ele.

    ResponderExcluir
  2. O mais importante, Trindade foi você entender, que a técnica correta é muito importante para se obter um resultado correto. Inúmeras vezes a gente se depara com testes da psicogênese de um mesmo aluno com resultados diferentes. E aí, como trabalhar com esse aluno, como ajudá-lo a avançara na hipótese se não se sabe qual nível o aluno se encontra. Saber como aplicar o teste é ponto de partida!
    Obrigada pela visita e pelo comentário!
    Abraços
    Júlia

    ResponderExcluir

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores