“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Carnaval : tradição e cultura na sala de aula

clip_image001O Carnaval Brasileiro é uma das maiores demonstrações da cultura do povo brasileiro e uma das paixões de cada brasileiro e brasileirinhos que ainda estão na escola.
O educador quando usa essa tradição lúdica e prazerosa como ferramenta pedagógica, está levando prá sala de aula e prá toda a escola uma diversidade de conteúdos
, que informalmente vai motivar enriquecer conteúdos de todas as formas. Pensando assim o tema gerou um projeto que sai da sala de aula e envolve toda a escola. Para esse projeto, diante das várias manifestações do carnaval, características de cada região, buscamos focalizar o carnaval de rua, do Rio de Janeiro, das escolas de samba, seus carros alegóricos, sambistas, samba enredo e tudo mais, contando histórias da História do Brasil, com suas alegorias, músicas e danças.
Uma das escolas premiadas no ano de 2000, a Imperatriz Leopoldinense, levou para o sambódromo o tema “Descobrimento do Brasil”. Porém antes de deixar a sugestão do projeto, é preciso saber e levar para as crianças tudo que vem a ser o desfile de uma escola de samba, para depois através de várias estratégias trabalhar os conteúdos com muita a música, o samba (a dança e o ritmo) as representações artísticas junto ao desenvolvimento da linguagem oral e escrita, da psicomotricidade, dos números, dos cálculos…
Uma breve história – Como surgiu o Carnaval no Brasil?
Surgiu entre as camadas sociais cariocas elitizadas, como resultado de um momento político no final do século XVIII, quando se organizavam em diversões sociais que consistiam basicamente no “Após a Independência do Brasil”! com fins de se afastarem do passado lusitano e incrementar a aproximação com as novas potências capitalistas. A cidade e a cultura parisienses serão os parâmetros a guiar as modas e modos a serem importados. O carnaval da capital francesa será um dos elementos de influência, fazendo com que a folia do Rio de Janeiro rapidamente apresente bailes de máscaras aos moldes parisienses, desfilando pelas ruas em suas carruagens abertas. E foi por aí que tudo começou.
Em pouco tempo a festa deixou de ser privilégio da burguesia e o povo foi para as ruas: era conhecido como “entrudo” com sua alegria desorganizada e espontânea era a diversão carnavalesca popular.
É essa multiplicidade de formas carnavalescas, essa liberdade organizacional dos grupos que faria surgir uma identidade própria ao carnaval carioca, que evoluiu de tal forma que, hoje, é um dos maiores espetáculos popular no mundo.
Escolas de Sambas
A cultura negra dos morros descendo “ao asfalto” despertando o valor do samba e da negritude que superavam a intelectualidade da burguesia da época. Esse grupo passaria a se apresentar "no asfalto", ou seja, longe dos guetos dos morros, sendo chamados de Escolas de Samba”
clip_image002
Assim como Escolas de Samba, há blocos, carnavais em clubes…
Veja na próxima postagem
QUEM DESCOBRIU O BRASIL, FOI SEU CABRAL, NO DIA 22 DE ABRIL, DOIS
MESES DEPOIS DO CARNAVAL...
um projeto com o tema da escola de samba Imperatriz Leopoldinense.
Referência:
Carnaval - Wikipédia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carnaval

Um comentário:

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores