“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Plano de Aula - Educação Inclusiva–3º Ano–Séries Iniciais

inclusão
                                                   (  imagem:http://ww.sorribauru.com.br)

Flexibilizando as ações pedagógicas, dentro da adaptação curricular do aluno com necessidades educacionais especiais (DI), trabalhando com os    conteúdos curriculares do 3º Ano, Língua Portuguesa.
Antes do professor planejar as atividades curriculares que estão na Adaptação Curricular é preciso:
saber quais são: as potencialidades e interesses do aluno; as funções motoras; expressão oral e escrita; raciocínio lógico matemático; funcionamento cognitivo; afetividade (comportamento e interação social); ambiente familiar. Informações que poderão receber das professoras especialistas.(sala de recursos)
Esta aula foi planejada para uma turma  inclusiva de 3º ano - séries iniciais – de uma escola pública da periferia do Distrito Federal, provenientes de famílias, em sua maioria, de baixa renda, culturalmente pobres, pouco estimulados e sujeitos á todas as influencias deste meio.


Perfil do ANEE (incluído  nesta turma )
O aluno apresenta dificuldades acentuadas de aprendizagem, no  desenvolvimento motor, comprometimento na linguagem oral,e desenvolvimento global. Atraso no desenvolvimento neuromotor e retardo mental, sequelas do Hipotiroidismo Congênito.O aluno cursa o 3º Ano , se encontra  no nível da psicogênese  pré-silábico. Apresenta dificuldades na coordenação motora, não identifica número e nem quantifica. Identifica as cores primárias. Apresenta resistência em atender comandos e seguir regra.Vem de uma família permeada de conflitos, o pai é presidiário, e o aluno é negligenciado em suas necessidades básicas.O aluno demonstra afetividade e gostar da escola. O que desperta o seu interesse são jogos, computador, música, dança e atividades lúdicas.


Plano de Aula -Ensino Fundamental  - Séries Iniciais  -Literatura Infantil



              ReescDSC01272ritas do conto “A Bela Adormecida”
      A leitura de uma história dos clássicos     infantis é uma importante atividade para a formação de habilidade e competência na escrita e na leitura.


             Objetivos
· Perceber as variações entre o imaginário e o mundo  real por meio de textos literários (verbal ou não verbal)
          Identificar os diversos estilos de linguagem escrita. DSC01273
· Ampliar os conhecimentos sobre a escrita, avançando em suas hipóteses.
· Produzir a reescrita de um conto.
                                                         Conteúdos
_ Conhecer a morfologia das palavras em situações de uso da escrita.
- Leitura e reescrita de contos.
-Esquema corporal e expressão artísticas.
                                                          Duração
Atividades pedagógicas curriculares através de Leitura, Escrita e Reescrita de Contos da Literatura Infantil podem ser aproveitadas por um bimestre, em que o professor vai diversificar as atividades usando diversos livros da literatura infantil ( os clássicos).
                                                         Ano –  3º ano

                                                         Material  
Cartolina, lápis, cadernos e material para desenho (folhas, lápis de cor, canetas, tintas, entre outros).


Material para flexibilização das atividades para atender aluno com Deficiência Intelectual:


Impressos: imagens, palavras cruzadas, quebra-cabeça. jogo da memória, material concreto, numerais e atividades de escrita; cálculo matémático; gravuras, música para dramatização, fantoches, massa para modelar.
Livro – Literatura Infanto-juvenil (Clássico) - A Bela Adormecida



Flexibilização de conteúdos e materias didáticos


DSC01274   DSC01277


1-Trabalhar com fichas literárias usando gravuras (recorte de impressos dos personagens, nome do autor...) ou desenhos .

2-Para apresentar as personagens desta história pode ser usado reprodução dos personagens com massa de modelar (construídos pelos alunos), ou através de fantoches e recontá-la junto com os colegas, ou  de um gravador, gravar um vídeo…. Na reescrita podem fazer duplas.

3- Imagens de gravuras para serem usadas no reconhecimento da morfologia das palavras: mesmo som no inicio e no final.

4- interdisciplinando – matemática: material concreto (objetos, tampinhas, bonequinhos, grãos – (coordenação motora fina) quantificação, números e impressos para atividades escritas.


* Veja no final desta postagem um vídeo onde Marcelo Xavier ensina a técnica de  bonecos de massinha.

                                                  Desenvolvimento



1ª Etapa
Escolhido o livro “A Bela Adormecida”, (uma edição que tenha imagens grandes e textos menores), faça a leitura usando todos os recursos para prender a atenção dos alunos e não se esquecendo de se deter junto ao seu aluno DI, para que ele e  todos acompanhem  o desenrolar da trama. Use entonações e expressões corporais de: de tranquilidade, surpresa, alegria, suspense, tristeza, medo... E se posicione ora como o narrador, ora como o personagem, de acordo com a sequência dos acontecimentos relatados. Após a leitura de cada página, mostre as gravuras e dê atenção especial, individualizada e lenta ao ANEE ( para que ele tenha tempo de de correlacionar o que ouviu com as imagem).


2ª Etapa -  Enriquecendo o vocabulário
Releia trechos dos livros que contenha palavras que você sabe não serem  conhecidas e usadas no cotidiano da turma, (mas pergunte quem sabe o significado), contextualizando, enriqueça o vocabulário para melhor compreensão do que foi lido.


3ª Etapa – Reescrita Coletiva
Após provocar comentários sobre o texto lido, e levantar questões sobre o real e o imaginário, comparando sentimentos e ações na vida real, estimule os alunos a recontar o conto que acabaram de ouvir e escreva a história na lousa, tal qual for ditada pela turma. Em seguida, faça uma primeira revisão coletiva, orientando os alunos caso tenham esquecido algum acontecimento ou dado importante. Estimule a participação do ANEE fazendo perguntas sobre o texto, para que ele possa desenvolver a oralidade e participar da atividade. Se for necessário, recorra ao texto original, lendo-o novamente para a turma. Garantida a escrita com o conteúdo essencial da história, façam juntos uma leitura coletiva.


4ª etapa-
Identificação do livro – comunicação através  literatura – uso da palavra escrita
Explorando com os alunos todo o conteúdo do livro, faça na lousa uma ficha literária, em um segundo momento todos farão a ficha individual(impresso), caso não tenha muitos alunos alfabéticos, deixe que façam em duplas, um alfabético que escreva e outro (pré-silabico) que participe respondendo:


Título do Livro
Autor
Ilustração


Personagens Principais
Onde aconteceu
Quando (em que tempo)


Parte que mais gostei
Essa história pode acontecer na vida real?
Nome do aluno-
Turma – Série/Ano
Data


Na ficha individual ou em dupla, peça que façam no verso  própria ilustração.
Flexibilização desta Atividade para o aluno com Deficiência Intelectual
(leve impressos ( caso ele não domine a escrita): títulos, nomes do autor, do ilustrador, e imagens dos personagens – tempo,ele vai desenhar da forma que interpretou: dia/noite, mês/ano…), na parte que mais gostou peça que faça o desenho.

                    Modelo de Ficha Literária – adaptada ( com ilustrações,recortes e colagens)

Título do Livro a
Nome do Autor

Charles Perrault

Ilustração Studio Belle


Personagens Principais
aa
Onde aconteceu castelo
Quando (em que tempo) sol


Parte que mais gostei
3
Pode acontecer na realidade? Sim Menina ou Não
Nome do aluno- JOSÉ
Turma – Série/Ano 3º ANO
Data 29 DE FEVEREIO  DE 2012
* é muito importante o aluno identificar,(o professor pode ajudar) procurando no  texto palavras que indiquem tempo e espaço – para desenvolvimento da escrita.
 Na ficha individual peça ao aluno que faça  no verso a sua própria ilustração.


5ª Etapa
Reescrita em duplas: quem escreve é o aluno que já está alfabético. Proponha uma segunda reescrita do conto escolhido, agora pelos próprios alunos. A atividade deve incluir aqueles que ainda não escrevem alfabeticamente, basta que tenham como dupla colegas que já o fazem. Dessa forma acontecerá com seu aluno DI, que terá como o colega que vai escrever, aquele com quem tem mais afinidade, na sala.
Recolha as produções e transcreva-as no computador e leve para as aulas seguintes para serem  revisadas novamente e trabalhados os conteúdos curriculares planejados: como a   construção morfológica das palavras previstas para serem trabalhadas, no avanço das hipóteses dos níveis da psicogênese.
Veja os materiais que podem ser usados nesta aula:
DSC01280    DSC01286
Quebra-cabeça com e sem encaixe- aumentando o nível de dificuldade.


DSC01283       DSC01285-números e quantidades-
coordenação motora: recortar nas linhas que circundam a gravura- trabalhar as formas geométricas
Dentro das atividades que terão continuidade após a produção pronta e revisada com as duplas, há um trabalho paralelo com com o seu aluno DI, dentro das necessidades de avançar nas suas necessidades (que o professor já identifica): atenção, concentração, desenvolvimento da coordenação motora fina, raciocínio lógico matemático, identificação e discriminação de cores, formas geométricas, números e quantidades, traçado das letras…
DSC01289               DSC01293 Palavras com som incial e final(sempre relacionada ás gravuras, para o aluno perceber que a escrita é um meio de representar a fala)  
]DSC01292  DSC01271
palavras – sons iniciais         localização espacial – sempre com material concreto
DSC01276       DSC01277    A bruxinha – para o aluno manusear
DSC01282“Preguiçinha”- de onde sai uma ficha com o nome do personagem (ou a palavra que vai ser trabalhada).  Sugestão: trabalhar o alfabeto, a letra...         DSC01280
  Impressos: matemática(registro)         


 Alfabeto móvel, objetos , formas geométricas, cores…
Este plano de aula mostra como trabalhar as necessidades do aluno especial dentro da adaptação curricular e dentro dos conteúdos trabalhados na série cursada visando o avanço  na hipótese, no desenvolvimento motor, na compreensão da aquisição da escrita/leitura, dentro da aquisição das habilidades e competências que, embora em um ritmo mais lento, estará realmente incluído na série cursada.

Vídeo – Técnica de construção de bonecos em massinha e depois fotografados: por Marcelo Xavier


                                                    Avaliação
Através de observações do desempenho nas atividades propostas: avanço na hipótese (novo teste da psicogênese), atenção, concentração, coordenação motora, percepção, memória, discriminação, cálculo mental e as dificuldades á serem trabalhadas, que constitui uma das finalidades da avaliação ( não somente o que avançou nos seus processos cognitivos).




Por Júlia Virginia de Moura - Pedagoga




Veja na próxima postagem o vídeo da apresentação desta aula aos professores da Escola Classe 02 do Arapoanga- Coordenação Coletiva - Planallina-DF,.




 Referências:


  • Novo Currículo da Educação Básica - Lingua Portuguesa - 3º Ano - Séries Iniciais
  • Curso de Massinhas  - Marcelo Xavier - ondequando.com
  • Gomes, Adriana Lima Verde Paulin, Jean-Robert  Figueiredo, Rita Vieira de  "O Atendimento Educacional Especializado para Alunos Com Deficiência Intelectual "– Ministério da Educação – SEE- Universidade Federal do Ceará-/201  








8 comentários:

  1. Muito pertinente, era o qeu estava procurando, foi bom encontrar material onde identifico problemas em q tbm envolvem situações das minhas crianças.Fátima Rodrigues-Recife-PE.

    ResponderExcluir
  2. Ótimo trabalho!
    Coerente com a proposta da educação especial na perspectiva da educação inclusiva.

    Abraços!

    Michele:)

    ResponderExcluir
  3. Adorei todas as propostas , inclusive já separei algumas para usar com minha turma deste ano ( pois nunca trabalhei com 3º ano rsrsr).
    Gostaria de sugerir se tivessem atividades como essas de matemática (jogos) tenho um projeto este ano para desenvolver na r[escola e ainda estou pesquisando diversos jogos diferentes , caso puderem me ajudar ficarei demasiadamente agradecida .
    Sem mais .
    Profª Cybele

    ResponderExcluir
  4. Excelente ideia vou pesquisar alguma coisa bem diferente e motivadora!! Obrigada pelo comentário!
    abraços
    Julia

    ResponderExcluir
  5. Parabens pelo seu trabalho é muito para nós que trabalhamos na inclusão.
    Trabalho com alunos com deficiencia mental, o pessoal da subsecretaria querem planos diarios de aula, mas tenho dificuladades.
    Dina

    ResponderExcluir
  6. Carla uma dica: todo plano de aula para sua turma inclusiva de ve ser o plano para os conteúdos que estão sendo trabalhados na série/ano das disciplinas em que você vai fazer uma flexibilização para seu aluno especial dentro dos conteúdos da turma ( de acordo com a a dapatação curricular dos ANAEEs), não precisa fazer dois planos ou mais. Veja neste plano como foi fetia a flexibilização. Para que você consiga mediar um avanço do seu aluno especial, nas hipóteses psicogenéticas, veja como fazer um trabalho individualizado que vai tornar seu trabalho mais fácil em sala de aula - visite meu blog http://soatividadesparasaladeaula.blogspot.com. Trabalhe também psicomotricidade ( isnerida na flexibilização, em sala de aula) que vai ajudar o desenvolvimento cognitivo.
    Abraços
    Julia

    ResponderExcluir
  7. Muito bom adorei,ainda bem que tem pessoas que escreve coisas importante e interessante,e auxilia pessoas como "eu".
    Meus parabens!!
    Estou fazendo estagio em educação especial e estou tendo dificuldade ao elaborar os plano,poderia deixar dicas,estamos trabalhando com a letra A e o nome deles..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chocolate, obrigada pela visita e pelo comentário. Há atividades bem intressantes nesta postagem: http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com.br/2013/04/plano-de-aulaprovocando-o-querer-ler-e.html
      que apesar de ser para primeiro ano tem sugestões de atividades para construção da escrita, dá prá você tirar idéias, principalmente atividades do pré-nome.Visite meu outro blog, a última postagem é sobre uma oficina de Educação Inclusiva para professores, com bastante idéias.
      Só Atividades para Sala de Aula - http://soatividadesparasaladeaula.blogspot.com.br/2013/04/educacao-inclusiva-e-pratica-pedagogica.html
      abraços
      Julia

      Excluir

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores