“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


sábado, 7 de maio de 2011

Sugestões de Atividades pedagógicas para um Projeto Interventivo–Escrita e Leitura



Sugestões de Atividades


PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA ALFABETIZAÇÃO/ALUNO DEFASAGEM IDADE/SÉRIE


(AS IMAGENS ILUSTRATIVAS E SUGESTIVAS DESTE ARTIGO ESTÃO RELACIONADAS COM A REALIDADE DE VIDA DOS ALUNOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL)

 Recomendo ver o site da escola - http://www.ec02doarapoanga.blogspot.com/

No processo de aprendizagem da língua escrita, o trabalho com objetos significativos para o aluno, com certeza, contribuirá muito para o desenvolvimento da alfabetização. Quando o aluno percebe que portadores de textos estão ligados a assuntos do seu cotidiano, seu interesse é estimulado, pois entende que a língua escrita tem significado na sua realidade imediata, independente do método adotado.
Tudo o que é necessário se resume em dedicar um tempo para um bate-papo, com os alunos sobre entretenimento – como os alunos se divertem? O que eles estão curtindo quando não estão na escola? Esporte, TV, passeios, brincadeiras...? O que fazem no fim-de-semana? (o que eles mais gostam? Provocar a conversação envolvendo todos os alunos, descobrindo a atividade significativa e prazerosa á maioria, usar o tema, de forma que a própria turma desperte, entre eles, o interesse dos que não compartilham o mesmo interesse, para que possa ser trabalhada como atividades que visam obter -Expectativas de Aprendizagem Priorizadas – que vão compor o seu projeto.

A partir daí vem as PROCEDIMENTOS: AÇÕES PEDAGÓGICAS
as ações pedagógicas a serem desenvolvidas durante a realização do Projeto Interventivo (isto é, as atividades propostas especificamente para os alunos das classes de 3ª/4ª séries ou 4º/5º anos em defasagem idade/série).Podem ser organizadas oficinas (de matemática, artes, linguagem, etc.), atividades extraclasse (visitas ao museu, exposições, teatros), reforço escolar, dentre outros.
É necessário observar que as ações e procedimentos devem estar relacionados aos objetivos específicos.

SUGESTÕES                                            

Na codificação:
as especificidades da língua escrita, como a escrita da esquerda


<><><><><> <><><><><> <><><><><>
marcha - esquerda/direita

comercio local

para a direita, de cima para baixo, as diferenças entre letras e números, os espaços entre as palavras, são fundamentais e a psicomotricidade é uma das ferramentas seguras, aqui entra o lúdico de forma organizada e com o foco nestes objetivos, através de jogos competitivos (com a
conceitualização e organização espaço/temporal, esquema corporal, de esquerda/direita,

marcha nos desfiles - esquerda/direita


 discriminação entre formas
e cores...);



Como Iniciar na prática, a Compreensão da Língua Escrita


trabalhar com Placas de carros - diferença entre núméros e letras
- levar os alunos a descobrirem um mundo cheio de coisas escritas,(no próprio ambiente da escola) onde há muitas dessas coisas escritas que eles já conhecem.
Os alunos poderão tentar ler o que está escrito em placas, cartazes, o nome da escola na fachada, avisos, número das salas e do prédio da escola.










Discriminando letras de números – nos escritos encontrados


Escola Classe 02 do Arapoanga - Planaltina-DF




No lado de fora da escola, o professor poderá pedir aos alunos que observem alguma coisa escrita e depois questioná-los sobre o que estava escrito, se eram letras ou números, onde estavam escritos,se são capazes de imaginar o sentido das palavras escritas encontradas na rua: “o que pode estar escrito na frente do ônibus? E numa lata de óleo de cozinha?” Também podem servir de incentivo a
leitura.
ônibus escolares e coletivos - trabalhando com letras e números

 
Com a ajuda dos alunos, exemplos poderão ser buscados nas escritas dos endereços das casas, letreiros de ônibus, placas de veículos, casas de comércio, rótulos de uso comum, incluindo alimentos, produtos de limpeza e remédios...
Os alunos também poderão trazer de casa, coisas diferentes para serem trabalhadas em sala de aula: gibis, rótulos, embalagens, latas vazias, jornais
velhos. Colocando o material a vista de todos, facilitará a observação e comparação dos produtos que trouxeram. Os comentários dos alunos também são úteis.


Algumas perguntas exploratórias a respeito do material (o que será que está escrito aqui? Alguém conhece este rótulo ou este produto?) poderão ser trabalhadas.
Estas atividades sugeridas exploram os conhecimentos que os alunos já traziam antes de entrar para a escola e irão ajudá-los a analisar os diversos usos da escrita no dia-a-dia.
Os alunos também estarão descobrindo que letras e números são diferentes e que existe
Uma grande variedade de letras (cursiva, de 


<><><><><> <><><><><> <><><><><>
embalagens de salgadinhos
imprensa, maiúscula e minúscula, etc.). A
Descoberta de que mesmo sem saber, os alunos compreendem algumas coisas pode provocar o desejo de saber mais.


Após cada atividade, na sala de aula, fazer o registro, leitura e interpretações, com ilustrações, com produções coletivas, em grupo, individuais. Através das formas convencionais e com uso de tecnologia- computadores com editores de textos;



Explorando e Estimulando a Leitura e a Escrita

Cartas, listas, histórias, poesias, músicas, vídeos, filmes, bilhetes (fazer uso dos bilhetes enviados pela escola nas agendas ou nos cadernos, aos pais), avisos muito comuns de: abonos, assembleias, paralisações, compactação de horários (isso é significativo e faz parte do cotidiano da escola/professor/aluno);


msm




E-mails, recados no Orkut, bate-papo no msm, mensagens no celular, sms; mensagens para data comemorativas (confecção de cartões) poderão mostrar aos alunos a amplitude do mundo letrado e despertar a curiosidade para explorar cada vez mais a importância do uso da escrita e leitura na era da comunicação em que estamos vivendo.
O trabalho com contas de água, luz e telefone, dinheiro (notas e moedas) e
Via Sacra- morro da capelinha - Planaltina-DF
Documentos pessoais são instrumentos utilizados no dia-a-dia das pessoas próximas e nas brincadeiras de faz-de-conta das próprias crianças.


Diferentes escrita dos textos (escritos à mão, à máquina ou impressos)
nome de games
- tipos de letras
- com figuras, fotos, ilustrações (reconhecer o que é figura e o que é escrita); -
- letras e números, ou apenas letras?
- a distinção entre letras e números.
- trabalhar as diferenças entre números e letras em diferentes contextos.
-trabalhar com o nome dos alunos (pode-se elaborar um projeto só com os nomes, pré-nomes dos alunos), toda criança atribui estima especial ao próprio nome e se interessa por aprendê-lo.
imagem - escolaangeloguerraei.blogspot.com

Há uma diversidade de atividades com o nome:
_comparações como: existem nomes com poucas e com muitas letras;
_ nomes que começam ou que acabam com a mesma letra;
_ os nomes mais extensos nem sempre são aqueles das pessoas mais altas;
_ o tamanho das pessoas não tem relação com o tamanho do nome;
_ classificar os nomes em vários grupos ou conjuntos: nomes que iniciem com a mesma letra, nomes que terminem com a mesma letra, nomes iguais, nomes que contém o mesmo número de letras.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Atividades significativas são fundamentais para que o aluno esteja motivado (auto-motivação). O aluno defasado comumente já entendeu a necessidade de domínio do código, se encontra na fase de querer fazer uso da escrita e da leitura, quer se comunicar com o grupo de amigos seja pelos correios eletrônicos, msm, sms, bilhetes... e a recuperação das lacunas no seu processo de alfabetização estão no momento propício de serem preenchidas, com maiores chances de sucesso.
O mais importante para esses alunos, nesse momento, é a alfabetização de fato, o letramento virá consequentemente, e o professor deve usar as ferramentas que vão favorecer esta conquista: usar o código de forma lúdica, mesmo que aparentemente  parece estar fora do convencionalismo, pois a formalização vai acontecer em seguida.

Veja o exemplo: “K”, aluna do 4º ano, com 12 anos de idades, completamente defasada em relação à idade/série, repetências... quando retorna de viagem de férias em outro estado, sente a necessidade de se comunicar com amigos e primos com quem conviveu e passou momentos divertidos, através do Orkut. volta ás aulas auto–motivada á aprender a ler e escrever. A professora está desenvolvendo atividades significativas e “K” está tendo um avanço extraordinário no seu desempenho escolar”.

Lembrando que “todo professor quer, é que seu aluno aprenda”.
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
 
CARVALHO, Marlene. Guia prático do alfabetizador. São Paulo, SP: Ática, 2002, Alfabetizar e letrar: um diálogo entre a teoria e a prática. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005
LEMLE, Miriam. Guia teórico do alfabetizador. São Paulo, SP: Ática, 2003
VYGOTSKY, Lev Semenovitch. A formação social da mente: o desenvolvimento dos
processos psicológicos superiores. São Paulo: Martins Fontes, 1998
VYGOTSKY, Lev Semenovitch. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1987


VEJA NESTE BLOG LINKS RELACIONADOS



Psicomotricidade e Aprendizagem
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com/2010/10/psicomotricidade-e-aprendizagem_03.html

Psicomotricidade - lateralidade
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com/2010/10/soldadinhosaci-pere-e-o-pulo-do-sapo.html

Atividades Significativas -  virtuais - perfil do orkut
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com/2011/02/atividades-virtuais-na-sala-de-aula.html

Provocando o "querer" gostar de Ler e Escrever - Atividades Significativas
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com/2011/02/provocando-o-querer-aprender-e-gostar.html

O que há em comum - Emilia Ferreiro, David Ausubel e Jean Piaget - aprendizagem significativa
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com/2011/04/o-que-ha-em-comum-entre-emilia-ferreiro.html

"Tudo o que o professor quer é que seu aluno aprenda"
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com/2011/01/tudo-que-o-professor-quer-e-que-seu.html

Linguagem Virtual - Atividade Significativa

LINGUAGEM DA WEB DESENVOLVE A CRIATIVIDADE - ALUNO MAIS ABERTO Á APRENDIZAGEM

5 comentários:

  1. ADOREI AS SUGESTÕES DAS ATIVIDADES DE LETRAMENTO E AS VARIADAS FORMAS DE APRENDIZAGEM.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita e pelo comentário. Voltem sempre e sucesso no trabalho de vocês!
    Abraços
    Julia

    ResponderExcluir
  4. Achei muito legal o seu blog!! Parabéns!!
    Profª Dilme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e pelo elogio, Profª Dilma. Que bom que você gostou e sentiu que pode as atividades podem adaptadas para seus alunos.
      Abraços e sucesso!
      Julia

      Excluir

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores