“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O que que muda na portaria nº 6 de 3 de fevereiro de 2011 para professores especialistas, sala de recursos, e do SEEAA…


A SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o
artigo 172 do Regimento Interno da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal e considerando a
necessidade de estabelecer critérios para a distribuição de carga horária aos professores em exercício nas
instituições educacionais da Rede Pública de Ensino e nas conveniadas, quando for o caso, observando os princípios
constitucionais de publicidade e igualdade para o regular exercício do processo de escolha de turmas, resolve:
Art. 1º Ficam aprovados na forma do Anexo I desta Portaria:


( entre outras) determina:

(…)8. Os especialistas em educação, o professor que atua no serviço especializado e o professor que atua no
atendimento educacional especializado/sala de recursos e na itinerância que trabalham 40 (quarenta) horas
semanais, ou seja, 20 (vinte) horas mais 20 (vinte) horas, deverão participar, semanalmente:
a) às quartas-feiras, da coordenação coletiva da instituição educacional, em turnos alternados
b) às sextas-feiras, no turno matutino, da coordenação pedagógica da Diretoria Regional de Ensino, sob supervisão
do Núcleo de Monitoramento Pedagógico.
8.1 As sextas-feiras, no período vespertino, e às quartas-feiras, de forma alternada, serão destinados à coordenação
individual, podendo, inclusive, serem realizadas fora do ambiente da instituição educacional.
9. O especialista em educação que atua 20 (vinte) horas semanais participará, de acordo com seu turno de trabalho,
em uma semana da coordenação pedagógica coletiva da instituição educacional, e na outra semana da coordenação
pedagógica da Diretoria Regional de Ensino. Em outro dia da semana, participará da coordenação pedagógica
individual, cujas atividades serão desenvolvidas fora do ambiente da instituição educacional.
10. O professor que trabalha 40 (quarenta) horas semanais, ou seja, 20 (vinte) horas mais 20 (vinte) horas, nos
Centros de Ensino Especial em Atendimento Educacional Especializado Complementar para alunos incluídos em
instituições educacionais comuns e/ou no Serviço de Orientação ao Trabalho (SOT) deverá , participar, às quartasfeiras,
de forma alternada, da coordenação coletiva da instituição educacional e da coordenação individual fora da
instituição educacional



leia a o texto completo
http://noticiasdarede.se.df.gov.br/wp-content/uploads/2011/02/MinutA-Portaria-Distribui%C3%A7%C3%A3o-Carga-I-030211_-VERS%C3%83O-FINAL.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores