“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Inclusão Educacional – “Desculpe, não estamos preparados” – isso foi ontem, hoje a Escola Classe o2 do Arapoanga – DF, caminha a passos largos nos caminhos da Inclusão Educacional!

  
“Não devemos ter medo dos confrontos. Até os Planetas se chocam e do caos, nascem às estrelas”. (Charles Chaplin)


Não basta que a escola tenha espaços adaptados, garantir um lugar na sala de aula e promover uma integração com os colegas. É preciso compreender o verdadeiro sentido da inclusão, por parte de todos os atores da escola, abrir os braços, acolher e dar sentido aos conteúdos das adaptações curriculares dentro de sala, conscientes da diversidade que é própria de todo ser humano e suas limitações.

Esta foi a lição que a Escola, a Equipe Gestora e principalmente o grupo de professores de uma escola da rede pública da periferia do Distrito Federal, Escola Classe 02 do Arapoanga, passou durante as atividades propostas pela Sala de Recursos, professoras Marilene Francisco, Ieda Nunes e a Equipe de Apoio Pedagógico.


Foi um dia de grandes surpresas. Havia uma pauta de atividades, que visava sensibilizar, esclarecer, tirar dúvidas e motivar os quarenta e oito professores, quase todos os professores de turmas inclusivas, á receptividade dos alunos especiais.  Presentes representantes da Equipe Pedagógica da DREP – Diretoria Regional de Ensino de Planaltina - Professoras Mônica Angélica B. de Almeida, Coordenadora da Educação Infantil, Karla Cirlene R. Rodrigues - coordenadora de Séries Iniciais – NMP - (Núcleo de Monitoramento Pedagógico), a Equipe Gestora da Escola: Georgina F. Lopes, Marilza Mariano, a Supervisora Pedagógica France Barros, professoras da Sala de Recurso Marilene Francisco, Ieda Nunes e a Julia Virginia de Moura, pedagoga da Equipe de Apoio Pedagógico.



Na pauta, um vídeo de motivação “Você Pode Vencer”, (Maryah Carey), apresentação das atribuições da Sala de Recursos e Equipe de Apoio Pedagógico, dinâmica para discussão “O que é a Inclusão” e “Dificuldades de Aprendizagem”- Construção de um mural sobre os temas realizados pelos grupos – Conclusão e lembrancinhas do encontro.


A grande surpresa aconteceu durante a apresentação dos grupos de professores sobre temas em debate: o grupo de professores demonstrou estar preparado para continuar a trilha da Inclusão, com muito conhecimento e sensibilidade adquiridos ontem, quando se desculpavam “não estou preparado”, e hoje dominando todos meios de enfrentamento de uma realidade obrigatória, mas que está se tornando parte do cotidiano da sala de aula, com a consciência dos desafios, mas com a naturalidade e espontaneidade de quem abriu o coração para acolher e realizar.

                                                               
Apesar de todos os avanços que a Inclusão alcançou nos últimos anos, no Brasil, o Distrito Federal, principalmente nas escolas públicas foi pioneiro na Inclusão, sabe-se que há ainda muito por fazer... Porém, diante da resistência diante do novo e do desconhecido, os Professores e a Equipe Gestora, as Professoras da Sala de Recursos da Escola Classe 02 do Arapoanga, estão de parabéns por estar fazendo desta escola, uma verdadeira escola inclusiva, no sentido completo da palavra, um espaço onde as crianças com necessidades educacionais especiais além de conviver com os colegas, também aprendem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores