“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

PROGAMA DE ESTIMULAÇÃO PRECOCE – QUANDO TUDO COMEÇA MAIS CEDO- Educação Especial

PROGAMA DE ESTIMULAÇÃO PRECOCE – QUANDO TUDO COMEÇA MAIS CEDO- Educação Especial


bebe 2
                                               
                                                   
“Estudos mostram que o potencial humano não se define de antemão; nos primeiros três anos de vida a criança forma mais de 90% de suas conexões cerebrais, por meio da interação do bebê com estímulos do meio ambiente” (MEC/Saberes da Inclusão)


          A criança ao nascer já demonstra as necessidades de ajuda em seu desenvolvimento para sua autonomia. A indicação de um pediatra/neuropediatra, assim que nasce o bebê e mesmo durante essa faixa de 0 a 3 anos de idade, assim que se perceba a manifestação de uma ou mais dificuldades de ordem física, motora, mental, auditiva, visual... deve ser encaminhados, da ao Programa de Educação Precoce.
      As potencialidades da criança de 0 a 3 anos em seus aspectos físicos, cognitivos, psico-afetivos, sociais e culturais são estimulados através do desenvolvimento do processo de interação e comunicação mediante atividades significativas e lúdicas, sempre commae e filho a participação, apoio e suporte á família.      
                      A família por momentos determinados participa das atividades junto com o professor, nas salas de atividades.
                        Efetivamente, a criança desenvolverá neste programa, a auto imagem, independência, auto confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações.
Será favorecida nas descobertas e conhecimentos progressivos do seu corpo e suas potencialidades, desenvolvendo hábitos e cuidados com a própria saúde e bem estar.
          Auto estima elevada com o fortalecimento dos vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças, interação social.
        Estimular o explorar do meio ambiente para conhecer, e interagir e conservar.
        Estimular o uso de tudo que está ao seu dispor, experimentar e satisfazer suas necessidades, expressando emoções, pensamentos, sentimentos, desejos e desagrados; usando todas as formas de linguagem, como a corporal, musical, oral e escrita. Compreender e fazer-se compreendida.
          Agrupar crianças em programas de intervenção precoce encontra fundamento em pesquisas sobre Educação Precoce, em diferentes partes do mundo. Estas pesquisas mostram que as crianças grupospequenas são seres interativos, que aprendem muito com outras crianças aumentando sua competência social.       
          É no grupo que elas podem compartilhar espaços, brinquedos, ações, pensamentos, idéias; e são encorajadas a aprender a ouvir, a esperar e a resolver problemas com outros pontos de vista. São experiências valiosas em termos de aprendizagem e socialização.

       As propostas adotadas pela Educação Precoce fundamentam-se em Vigotsky, Piaget e Wallon a cerca do desenvolvimento e da aprendizagem, em que as ações educacionais voltadas para o desenvolvimento das estruturas cognitivas e á autonomia devem estar estruturadas num ambiente favorável ao desenvolvimento da criança e sua socialização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores