“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


sábado, 9 de outubro de 2010

O "STRESS" DO PROFESSOR E A EDUCAÇÃO

Rubens Barbosa de Camargo, especialista em políticas educacionais, sobre qualidade da Educação

 

Elisângela Fernandes mailto:novaescola@atleitor.com.br
Foto: Marina Piedade
RUBENS BARBOSA DE CAMARGO, em seu ponto de vista, a questão salarial é uma determinante não só so stress do professor, como prevê um esvaziamento nesta carreira profissional:

"Salários melhores têm impacto direto na atratividade e na permanência na carreira. Gente que gosta da profissão, mas a deixou por dinheiro, deve voltar."
Foto: Marina Piedade
      “Muito tem se falado na desvalorização da profissão de professor e da falta de atratividade da carreira docente. Mas o que fazer para reverter esse quadro? Rubens Barbosa de Camargo, especialista em gestão de sistemas e escolas, análise de políticas educacionais e financiamento público da Educação e professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), acredita que a solução passa, necessariamente, pela ampliação dos recursos. "O salário tem impacto direto na qualidade", diz. "Salários melhores aumentam a atratividade e a permanência na carreira. Gente que gosta da profissão, mas a deixou por dinheiro, deve voltar." Com a experiência de ter sido secretário de Educação de dois municípios paulistas, Camargo defende que a determinação de reservar um terço do tempo de trabalho para atividades extraclasse é o maior destaque da chamada Lei do Piso, pois "terá grande impacto na qualidade da Educação e em termos de prestígio profissional".

Nesta conversa com NOVA ESCOLA,RUBENS BARBOSA DE CAMARGO afirma que a escola pública de qualidade era a chave para a evolução da nação... Porém, os baixos salários , entre outros, explica porque nunca tivemos um processo de expansão da escola pública pensado como um instrumento de nação, de identidade nacional - como ocorreu nos países desenvolvidos (Inglaterra, França e outros) e também em vizinhos (Argentina e Chile), que conseguiram manter o padrão de atendimento mesmo com muito mais estudantes incorporados ao sistema.
Que outros fatores são necessários para provocar uma melhora nas condições de trabalho e na qualificação de nossos professores?
CAMARGO O professor é uma condição essencial para garantir a qualidade da Educação. Por isso, ele precisa de jornada justa, boa remuneração, bibliotecas, vídeos, computadores, quadras e formação permanente. Ninguém pode parar no tempo. Com boas condições, a qualidade evolui. Além disso, é fundamental criar uma visão mais dinâmica da escola, perceber que o aluno aprende o tempo todo e, por isso, não só o professor é essencial - também o diretor, o coordenador, a merendeira, o vigia e todos os funcionários educam. Infelizmente, porém, poucos têm consciência disso)Fragmento do artigo da Nova Escola
- mailto:novaescola@atleitor.com.br)
    Olhando pelo prisma da humanização do professor, não encontramos políticas públicas
voltadas para melhores condições de trabalho. Além da  deficiente remuneração citada Rubens Barbosa de Camargo. O mundo moderno apresenta  inúmeros desafios e obriga o professor  a assumir responsabilidades e representar diversos papéis ao mesmo tempo.

       “Contas á pagar, filhos, relacionamentos afetivos, desempenho sexual, horários, violência, saúde… e tantas outras questões  no próprio ambiente de trabalho, a inclusão social sendo efetivada sem a menor estrutura , professores que não foram preparados,  salas de aula lotadas, falta de recursos e de uma estrutura física adequada para a realização do trabalho pedagógico;alunos em um alto nível de agressividade, indisciplina… entre outros, mostra a realidade dos professores das escolas públicas, e o "stress" do professor, que o está deixando desmotivado e doente.
imagesCA8STMKL
Pesquisas interdisciplinares precisam ser estimuladas para que seja possível conhecer  e integrar os vários ângulos do stress do professor; contar com psicólogos escolares competentes na equipe profissional é uma base segura para essa evolução da Pedagogia Moderna e garantia de qualidade de vida académica e sucesso escolar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores