“Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”.

Paulo Freire


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

 


GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

      SSUBSECRETARIA DE GESTÃO PEDAGÓGICA E INCLUSÃO EDUCACIONAL

DIRETORIA REGIONAL DE PLANALTINA
Escola Classe 13


PROJETO  DE ATENDIMENTO  INTERVENTIVO AOS ALUNOS COM TRANSTORNOS FUNCIONAIS
(Os Alunos com Transtornos Funcionais são os especificados como : dislexia, disortografia, disgrafia, discalculia, transtorno de atenção e hiperatividade, entre outros” MEC, 2008, p.15
           Em acordo com as ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS da Secretaria de Educação, recebidas recentemente, os alunos com Transtornos Funcionais, e  especificamente os TDHA, diagnosticados nessa Unidade Escolar, serão atendidos pelo trabalho articulado entre Sala de Recursos e Equipe de Apoio Pedagógico:
 Articulação dos Profissionais da Sala de Recursos, com os Serviços de Orientação Educacional  e Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem para atendimento aos estudantes com Transtornos Funcionais,(OP. pág.90- Ed. Especial)
         Uma vez que estes alunos, após terem sido encaminhados pelo professor e passado por todo o processo interventivo PAIQUE, pela Equipe Especializada de Apoio á Aprendizagem,cujas  possibilidades de intervenção, nos 3 (três) níveis do  Paique foram esgotadas, serão encaminhados para diagnóstico diferencial e atendimento articulado
junto à Sala de Recursos.

JUSTIFICATIVA
  
         Diante da necessidades que estes alunos têm de receber atividades complementares extra classe,  um atendimento de forma mais individualizada, que possa minimizar a defasagem de aprendizagem causada pelo transtorno de que são portadoras, e mediante  os serviços de apoio – Equipe Especializada de Apoio á Aprendizagem, Sala de Recursos, Coordenador e Supervisão Pedagógica, existentes em nesta Instituição, estes alunos serão atendidos segundo as suas necessidades educacionais.

OBJETIVOS

       No foco da Inclusão Social, o atendimento que o aluno receberá, estará direcionado não, somente para suas limitações, dificuldades de aprendizagem, porém, através da articulação da Sala de Recursos e da Equipe Especializada de Apoio á Aprendizagem em consonância com sua sala de aula, visando uma plena inclusão social.






AÇÕES PEDAGÓGICAS

         As Ações Pedagógicas deste projeto  estão voltadas para psicomotricidade , de forma lúdica, que promove do desenvolvimento da atenção, concentração, percepção, localização espacial, lateralidade... o exercício nas sessões de psicomotricidade faz com que o vocabulário psicomotor da criança se desenvolva com maior significado, tendo maior aquisição de vivências , com repercussões significativas no processo de  letramento repetindo as informações e conteúdos escolar, ampliando o conhecimento prévio
.   Oficinas de auto estima, que são muito importantes, uma vez que o aluno TDHA tem tendências a hiperemotividade, apresentando déficit de  de afetividade,  a se sentir desvalorizado e inseguro, o que vai influenciar no desenvolvimento de suas habilidades e competências, assim como no processo de inclusão social.

CRONOGRAMA

       O projeto será executado durante todo o ano letivo, com dois atendimentos semanais, no horário contrário das aulas, sendo um atendimento com a professora da Sala de Recursos, e outro  com a pedagoga da Equipe de Apoio á Aprendizagem.
AVALIAÇÃO
         A avaliação será  baseada na observação e no acompanhamento das atividades individuais e coletivas. Diagnóstica e contínua, a constatação dos avanços obtidospelo aluno considerando as dificuldades enfrentadas no processo e a busca de soluções,  através de registros que possibilitarão orientações para uma retomada de caminho, de planejamento, de objetivos e/ou de conteúdos, contribuindo para reflexões significativas sobre as condições de aprendizagem e inclusão social.

                                                                              Planaltina 22 de abril de 2010

                      
Rivelino Cruz Petroceli....  –Supervisor Pedagógico
Júlia Virginia de Moura –  Equipe Especializada de apoio á Aprendizagem
Luciana Gomes de Almeida  Pires   Professora da Sala de Recursos
 
    









                                  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

. Não seja apenas um visitante. Deixe seu comentário. Este é um espaço de intercâmbio de conhecimentos Entre educadores, e não apenas de divulgação de informações e conteúdos PARA educadores